Já Assistimos: Atividade Paranornal (2007)

 


    Depois de se mudarem para uma nova casa, um casal se torna cada vez mais atormentado por uma presença demoníaca.



** ANÁLISE COM SPOILERS **



    Atividade Paranormal, ou Paranormal Activity, no original, é um filme de horror lançado em 2007. A direção, roteiro, cinematografia, edição, elenco, decoração e figurino (praticamente tudo desse longa) ficou por conta de Oren Peli. Este é o seu trabalho de estreia, que gravou tudo em sua própria casa com uma câmera digital caseira. O longa faz parte do subgênero found footage ("filmagens encontradas" em tradução livre) e assim como a Bruxa de Blair, se tornou referência nesse formato. 

    É inegável que existem diversas curiosidades por trás dessa produção (tanto eu quanto Petrus adoramos esses detalhes) e vamos tentar trazer algumas delas ao longo desse post.

    Na trama, temos o casal Katie e Micah, interpretados por atores homônimos. E sim, caros leitores, o fato de terem o mesmo nome é intencional, visando causar um senso maior de realismo à narrativa. Os dois estão juntos há três anos e acabaram de se mudar para uma casa nova em San Diego. A partir de então, Micah começa a gravar momentos de sua vida a dois com Katie. 

    Ao perceber que estão sendo perturbados por algo que só aparece durante a noite, ele tem a ideia de deixar a câmera no quarto gravando tudo para saber o que está acontecendo. É aqui que nossos momentos de tensão começam. Esse é um ponto bastante positivo: as cenas noturnas conseguem deixar o espectador aflito, procurando a cada instante algum sinal de que algo de errado está acontecendo ou se preparando para um possível susto (que pode vir sob a forma de som ou imagem, vindo de qualquer parte da tela). Em um dos momentos mais perturbadores, Katie se levanta já sob influência do espírito no meio da noite, ficando de pé ao lado da cama, e encara o namorado por várias horas, fazendo com que os espectadores esperem por um susto a qualquer segundo.  



    A premissa do longa como um todo é bem acertada. Ter a possibilidade de ver "em tempo real" os acontecimentos paranormais torna tudo mais assustador. A alternância entre cenas diurnas e noturnas acontece de forma envolvente, pois ficamos na expectativa pela reação dos personagens principais quando chega a hora deles assistirem o que se passou na noite anterior. 

    A medida que a narrativa vai se desenrolando, descobrimos que Katie é assombrada desde criança por essa presença maligna e agora essa perturbação está deixando-a cada vez pior. Ambos chamam um médium para tratar do caso, mas logo ao entrar na residência, o místico afirma que o que a assombração não é um fantasma e sim alguma força demoníaca muito mais poderosa.  

    Nesse longa, o silêncio e a espera são as armas mais efetivas para deixar o espectador ansioso. O elemento sobrenatural não é mostrado de forma explícita, deixando que nossa imaginação aja, potencializando o susto e o medo que podemos sentir. 

    Com um orçamento de $20 mil dólares e lucrando milhões, Atividade Paranormal mostra que não é preciso toneladas de efeitos especiais para captar a atenção do público.



Plataforma onde assistimos: Cinema


Nota Cinema a Dois: Muito Bom


Confira o trailer:





    Por aqui o filme foi aprovado pelo casal! E aí, já assistiu Atividade Paranormal? Conta aqui embaixo a sua opinião!

Comentários

Postagens mais visitadas