Já Assistimos: Invocação do Mal (2013)

 


    Vemos a história de uma família que acabou de se mudar para uma nova casa em Rhode Island, EUA, e que passa a sofrer com atividades sobrenaturais em sua recente adquirida residência. A única esperança de se livrarem disso tudo e viverem uma vida feliz é o casal de demonologistas e investigadores paranormais Ed e Lorraine Warren.



** ANÁLISE COM SPOILERS ** 



    Invocação do Mal, ou The Conjuring no original, é um filme de horror sobrenatural dirigido por James Wan e escrito por Chad Hayes e Carey W. Hayes. Lançado em 2013, foi um verdadeiro sucesso já que seu orçamento de U$20 milhões foi pago com um faturamento de mais de U$315 milhões ao redor do mundo.

    Wan já tinha dirigido vários outros filmes anteriormente, inclusive algumas obras de horror. Foram elas Jogos Mortais (no qual ele foi co-criador da franquia), lançado em 2004 e que foi um grande sucesso também, e os mais mornos Gritos Mortais e Sobrenatural que foram ao cinemas em 2007 e 2012, respectivamente.

    Mas foi somente após o lançamento de Conjuring que ele virou o nome de peso em Hollywood que é hoje, tendo sido escalado para dirigir, anos depois, Aquaman (que faz parte do Universo Cinematográfico da DC) e Velozes e Furiosos 7. Dois filmes com grandes bilheterias e bem recebidos pela crítica.

    Temos aqui um filme que conseguiu unir um "terror de qualidade" (que não se baseia somente em jump scares) ao "cinema popular", ou seja, um filme que atingiu não somente os fãs mais fervorosos do horror, mas sim o público médio que vai ao cinema. Uma conquista nada simples de se atingir.

    A história do casal Warren foi retratada de forma muito empática e precisa através de um roteiro consistente que é adaptado com boa divisão de ritmo entre os 3 atos do filme (início, meio e fim). Dessa forma, você não fica entediado durante o longa-metragem, mas sim na expectativa pelo que vem a seguir. No final, com toda a batalha entre os investigadores e o fantasma da Batsheba Sherman, uma bruxa que amaldiçoou a terra onde encontra-se a residência assombrada, é de tirar o fôlego e revigorante no meio de tantos lançamentos que tivemos nos últimos anos com temática de exorcismo, mas que não eram nada bem dirigidos ou atuados. 

    Os efeitos especiais, práticos, figurino e ambientação também são ótimos. Mesmo que o foco do filme não seja te fazer sentir-se na década de 1970 (época em que a história se passa), é inegável que certos detalhes na produção executam muito bem essa tarefa. E o fato de boa parte do filme passar-se na região da casa da família necessitada não nos cansa. Ficamos, na realidade, mais presos e enclausurados naquela realidade vivida por todos.


    Patrick Wilson, um ator que eu, Petrus, nunca considerei muito bom, somente "ok", está bem no papel de Ed, um marido e pai que tem a vontade de ajudar as pessoas que passam por problemas envolvendo o sobrenatural. Já Vera Farmiga, uma atriz muito talentosa, está espetacular no papel de Lorraine, uma medium, mãe e esposa que através das suas habilidades especiais resolve casos com a ajuda de Ed.

    A relação entre o casal e a família Perron é muito bem construída e a empatia que os demonologistas sentem para com toda a situação é justificável já que é mostrado desde cedo no filme como eles são pessoas boas e altruístas. Óbvio que vai gerar mais lucros termos uma dupla de protagonistas com boa conduta que são boas pessoas, para que os espectadores simpatizem e torçam mais por eles.

    O longa fez tanto sucesso que os produtores encomendaram uma sequência, nomeada de Invocação do Mal 2, lançado em 2016, que conta mais um caso com envolvimento dos Warren (apesar de ter várias distorções na história do que realmente aconteceu). Annabelle, a famosa boneca assombrada que é apresentada desde o primeiro filme também ganhou sua própria franquia que até o momento de lançamento desta resenha conta com 3 longas-metragens. Fora isso, também foi lançado o filme A Freira, um spin-off do segundo Invocação do Mal que é sobre um demônio chamado Valak que está assombrando um convento de freiras na Romênia. Também tivemos A Maldição da Chorona, um longa de horror baseado num folclore mexicano. Todo esse amontoado de filmes é chamado aqui no Brasil, pelos fãs da franquia, de "Invocaverso" ou "Universo de Invocação do Mal", já que todos eles se passam na mesma "realidade" e possuem uma ordem cronológica.


Plataforma onde assistimos: Cinema


Nota do Cinema a Dois: Muito Bom


Confira o trailer:





    Por aqui o filme foi aprovado pelo casal! E aí, já assistiu a Invocação do Mal? Conta aqui embaixo a sua opinião!

Comentários

Postagens mais visitadas