Já Assistimos: REC (2007)

 

    Quando a repórter Ángela Vidal e seu camera man Pablo decidem acompanhar um chamado para o corpo de bombeiros da cidade de Barcelona na intenção de gravar uma matéria para seu programa, eles não esperavam que esta poderia se tornar a última noite de suas vidas.



** ANÁLISE COM SPOILERS **



    REC é um filme de horror espanhol que foi lançado em 2007 e dirigido por Jaume Balagueró e Paco Plaza. Apesar de ter feito muito sucesso entre a crítica especializada, não teve grande bilheteria apesar de ter pago seu pequeno orçamento de U$2 milhões com uma receita de U$32 milhões, fazendo ainda assim com que o longa-metragem seja considerado bastante proveitoso para seus produtores.

    Nele seguimos a repórter Ángela Vidal, acompanhada de Pablo, seu camera man, que está numa estação de bombeiros na cidade de Barcelona para acompanhar como é uma madrugada nessa profissão na intenção de gravar uma matéria para o programa Mientras Usted Duerme ("Enquanto Você Dorme" em tradução livre). Ela é muito bem recebida e é apresentada a todo o local, porém é quando os bombeiros recebem um chamado para auxiliar uma senhora em um prédio que é dita estar presa em seu quarto e gritando, causando um tumulto no imóvel, que a confusão começa.

    Vidal e Pablo acompanham os dois combatentes designados a resolver a situação, Álex e Manu, até onde foi feito o chamado e não demora muito para perceberem que está acontecendo algo de muito estranho por lá.

    REC é um filme que, juntamente com Atividade Paranormal, foi responsável pelo boom dos filmes do subgênero found footage (aqueles em que acompanhamos a narrativa através de gravações feitas pelos próprios personagens) nas duas últimas décadas. Por conta do sucesso e relevância desses dois longas tivemos uma penca de obras que seguiram o mesmo formato como: Cloverfield - Monstro, O Último Exorcismo, Fenômenos Paranormais, a antologia V/H/S, entre outros. Uma coincidência é que ambos REC e Atividade Paranormal foram lançados no mesmo ano.  



    Certamente, este é meu filme de zumbis favorito e quando Amanda e eu assistimos ao longa novamente para trazer-lhes esta resenha, caro leitor, a sensação de emoção e diversão continuava intacta. 

    A direção frenética, os zumbis ágeis e inteligentes, o ambiente enclausurado e a boa atuação do elenco principal tornam este filme muito divertido de se assistir, por mais que em alguns momentos sejam bem violentos e tenha algumas cenas sangrentas que possam desagradar os espectadores mais sensíveis.

    O final da história desde seu lançamento há mais de 10 anos foi sempre visto como um "ame" ou "odeie" por conta de fugir completamente de tudo já visto no subgênero dos filmes de zumbi. A adição do elemento religioso e a explicação para as pessoas estarem sendo transformados em monstros serem, na realidade, possessões demoníacas sempre foi algo que curtimos bastante, justamente por ser bem inovador e algo nunca visto antes em obras desse tipo.
    
    Como dito anteriormente, o filme não lucrou tanto, mas ainda assim teve 3 sequências. Foram elas intitulados REC 2, REC 3: Gênesis e REC 4: Apocalipse e lançados em 2009, 2012 e 2014, respectivamente. O segundo recebeu boas críticas e continua explorando mais o elemento religioso apresentado no final do longa-metragem anterior, mas as duas obras posteriores não foram bem recebidos pela crítica especializada nem pelos fãs da franquia. Nós do Cinema a Dois gostamos muito das duas primeiras partes dessa história. 

    Vale também a pena comentar sobre o remake (uma nova versão de algo que já foi lançado) americano Quarentena, lançado em 2008. É uma refilmagem de REC para o público estadunidense (que todo mundo sabe que não gosta - ou não sabe - ler legendas). O longa americano teve uma continuação intitulada Quarentena 2 que segue uma história inédita e independente do primeiro filme.

    Outra curiosidade é que junto com REC 3 tivemos o lançamento da história em quadrinho REC: Historias Ineditas (sem adaptação para o português ainda). Nessa nova obra ficamos sabendo mais sobre a origem de Tristana Medeiros, a vilã que vemos no final do primeiro filme da franquia e a primeira pessoa a ser possuída.

    Se a esta altura do campeonato você ainda não viu REC, faça um favor a si mesmo e desfrute dessa obra que tem doses certas de tensão e terror agora.



Plataforma onde assistimos: Google Filmes


Nota Cinema a Dois: Excelente


Confira o trailer:





    Planejamos lançar resenhas das sequências no futuro, o que vocês acham?
    E aí, já assistiu a REC? Conta aqui embaixo a sua opinião!

Comentários

Postagens mais visitadas