Já Assistimos: Aterrorizante (2016)


    Art, o Palhaço, está em busca de vítimas no Halloween e ao encontrar duas amigas que estão aproveitando o feriado, ele decide transformar a noite delas em algo inesquecível. 


 **ANÁLISE COM SPOILERS**  


    Aterrorizante, ou Terrifier no original em ingles, é um filme estadunidense de horror do subgênero slasher dirigido e escrito por Damien Leone. 

    A produção é um spin-off (uma história diferente que se passa no mesmo universo de outro filme ou franquia já estabelecidos) do antológico All Hallows' Eve, produção também dirigida e comandada por Leone e que é o primeiro longa-metragem a nos apresentar o personagem Art, através de vários curtas assistidos pelos personagens principais do longa em que o palhaço está cometendo crimes brutais e macabros. 

    Aterrorizante é aquele tipo de filme que não se destacou entre o público, mas seu personagem principal sim, pois o antagonista da história, com seu visual assustador, feito de uma maquiagem branca e preta e roupas tradicionais de palhaço com maneirismos de um mímico, viralizou na internet através de gifs e cenas das produções que focam em seu sorriso medonho e expressões por vezes apáticas e por vezes cheias de raiva e intenção assassina. 

    Esta é uma película com o charme de um trash slasher da década de 1980: atuações ruins e clichês por todo o lado (desde a mocinha tropeçar e cair durante uma perseguição, o assassino que não corre, mas alcança as vítimas rapidamente, as mortes acontecendo e ninguém por perto tendo conhecimento delas... Clichês... Clichês everywhere). 

    Temos um outro fator interessante aqui: durante metade do longa-metragem, pensamos que a protagonista é a personagem Tara, interpretada por Jenna Kanell até ela morrer com diversos tiros no rosto (estragou o enterro da coitada) pelas mãos do terrível Art e a produção se voltar totalmente para a personagem Victoria, irmã de Tara, interpretada por Samantha Scaffidi que sofre bastante também por conta do sadismo do assassino fantasiado. 

    Amanda e eu assistimos a esse filme por pura curiosidade devido ao visual assustadoramente legal do vilão e não esperávamos tanto gore, sangue e violência (por sinal, queria deixar registrado aqui que ela levou diversos sustos, o que deixou tudo mais divertido). 

    Como já mencionamos anteriormente, este não é a primeira vez que Art aparece em um filme, mas também não foi em All Hallows' Eve, e sim em The 9th Circle, um curta-metragem também dirigido e escrito por Leone (ele realmente ama esse palhaço maldito). Também houve um outro curta com o mesmo título de Terrifier em que acompanhamos as maldades de Art lançado em 2011, antes das duas maiores produções terem sido lançadas. E por falar nesses curtas, eles foram incorporados em All Hallows' Eve. 

    Uma prova do amor que o público tem por este terrível palhaço é o fato de que Terrifier só foi  possível de ser realizado a partir de uma campanha de crowdfunding na internet (campanha onde as pessoas doam dinheiro para projetos serem viabilizados). 

    Este é o exemplo de um filme sem grandes pontualidades (não tem uma direção genial ou um roteiro brilhante, por exemplo), mas ainda assim entretém o público do início ao fim devido ao carisma de seu antagonista que consegue misturar gore e humor em diversos momentos. Não chega a ser um "terrir" (uma obra que mistura terror e comédia), mas ainda assim arranca algumas risadas nossas.


Plataforma por onde assistimos: Google Filmes


Nota Cinema a Dois: Bom


Confira o trailer:




Por aqui o filme arrancou risadas e sustos do casal! E você, já assistiu a Aterrorizante? Conta para a gente o que você achou!

Comentários

Postagens mais visitadas